Publicidade

Veja como a insônia pode fazer você engordar [e muito!]

Além de engordar com mais facilidade, a insônia pode desencadear outros problemas sérios. Saiba mais sobre esse problema!

Mariana Duarte
em 07-Jun-2017

A insônia é um problema sério que pode comprometer seriamente a saúde das pessoas afetas por ela. De acordo com a Associação Mundial de Medicina do Sono, a insônia é uma epidemia global que ameaça a saúde e a qualidade de vida de até 45% da população mundial. No Brasil, a insônia é um distúrbio que acomete 36,5% das pessoas, segundo dados do Instituto do Sono.

Entretanto, diferente do que muita gente pensa, a insônia não é uma doença, ela um sintoma, ou seja, o problema pode ser consequência de inúmeras doenças, como por exemplo, a depressão e ansiedade, principalmente.

Mas porque a insônia é um problema tão preocupante?

A insônia pode gerar uma série de pequenos problemas ao longo de um dia e é provocada, principalmente, por estresse, depressão e maus hábitos tanto no sono quanto na alimentação. Ela é caracterizada, basicamente, como uma dificuldade de dormir ou continuar no sono, isso acaba prejudicando o funcionamento saudável do corpo no dia seguinte, e em longo prazo, pode ocasionar também diversos distúrbios psicológicos e físicos em uma pessoa.

Outro problema que está relacionado à falta de sono é a questão do aumento do Índice de Massa Corporal (IMC), isso pode estar ligado aos hormônios grelina e leptina, que são responsáveis por regularem as sensações de fome e saciedade. A insônia naturalmente resultará em uma pior relação do balanço energético, provocando um aumento de peso, pois o indivíduo terá ingerido mais calorias do que gasto.

Pesquisadores ainda estudam mais profundamente a relação entre a privação de sono e o aumento de peso que pode gerar a obesidade, mas de forma mais simples, a privação do sono reduz os níveis de leptina, aumenta os níveis de grelina, além de gerar cansaço, e abre portas para os indivíduos buscarem alimentos. Estes fatores fazem com que haja mais ingestão de alimentos, geralmente com alta densidade energética, diminui o gasto energético e como consequência, o resultando é o ganho de peso. Assim, indivíduos com o sono desregulado acabam entrando em um círculo vicioso, no qual ficarão cada vez mais cansados e com menor disposição para os exercícios físicos.

De forma geral, quem dorme muito pouco (cerca de 4 horas por noite) desenvolve mais vontade de comer alimentos calóricos, ou seja, alimentos ricos em carboidratos, doces e massas, por exemplo. Passar cinco dias dormindo pouco (menos do que cinco horas por noite) pode ser o suficiente para fazer com que uma pessoa engorde cerca de um quilo, isso de acordo com um estudo da Universidade do Colorado em Boulder, nos Estados Unidos, divulgada em 2013.

Sintomas da insônia

  • Cansaço;
  • Sonolência;
  • Falta de concentração;
  • Alterações da memória;
  • Irritabilidade;
  • Ansiedade;
  • Dificuldade de executar tarefas;
  • Dor de cabeça.

Causas da insônia

  • A insônia pode ser causada por diversos fatores, dentre eles estão:
  • Estresse;
  • Depressão e ansiedade;
  • Maus hábitos relacionados ao sono (dormir durante o dia);
  • Maus hábitos alimentares;
  • Dependência química (drogas em geral);
  • Doenças orgânicas (perturbação ou alteração de algum órgão);
  • Aumento ou redução repentina do consumo de drogas e medicamentos.

Insônia e apetite

A insônia pode estar conectada à falta de apetite e a outros sintomas ligados à ansiedade, como irritabilidade, tensão muscular, dor de cabeça, distúrbios gastrintestinais e até problemas na regulação da pressão arterial.

Como os distúrbios emocionais têm capacidade de trazer sintomas físicos, o ideal é começar o tratamento com psicoterapias e remédios naturais, que são eficientes nesses casos e dispensam o uso de medicamentos químicos.

Caso seja necessário, remédios calmantes ou tranquilizantes, ansiolíticos e antidepressivos podem ser adicionados ao tratamento sob recomendação médica, é claro. Vale lembrar que de acordo com um estudo publicado no jornal Canadian Journal of Psychiatry, o uso de medicamentos para insônia e ansiedade aumentam em até 36% o risco de mortalidade.

Disposição

Em 1950 a população mundial dormia em média oito horas por dia, desta década até os dias de hoje, houve uma redução desse tempo para apenas sete horas. O sono é um elemento importante para aliviar os sintomas de estresse e ansiedade, não prejudicar a memória e a concentração, entre vários outros benefícios, por isso, quando um indivíduo passa a não ter uma rotina de sono bem definida, a disposição para qualquer tipo de atividade é comprometida.

O que acontece geralmente é que os exercícios físicos são abandonados, o desempenho no trabalho e estudo é prejudicado e até a vontade de estar com amigos e família é afetada, além de passar a ser uma pessoa mais irritada.

Emagrecimento

Depende muito da forma que se alimenta nos momentos em que está acordado na madrugada, o que acontece é que a insônia pode, na verdade, comprometer o emagrecimento, principalmente se nestes momentos da madrugada a pessoa passa começar a criar o hábito de comer mais apenas para ver se o tempo passa, ou compensar a ansiedade que aparece por causa deste quadro desgastante.

Neste momento que o indivíduo se mantém acordado quando na verdade deveria estar dormindo, o corpo começa a trabalhar mais, injetando mais glicose (açúcar) na corrente sanguínea, que é convertida em gordura, ou seja, quilinhos extras. O cansaço diurno gerado pela insônia também pode afetar a disposição em fazer exercícios físicos e prejudicar ainda mais o organismo.

Uma dica importante é tentar não se deixar levar pela impulsividade e seguir os horários das refeições, mesmo nos períodos em que estiver passando por crises de insônia.

Com tudo isso, a única forma de tentar reverter esse quadro seria, regular o sono, tendo em mente que em média o número de horas ideal para o sono diário, para conseguir reparar as energias gastas seria, para o indivíduo adulto, entre 6 e 8 horas. Contudo, ainda não existe um acordo entre os pesquisadores de quantas horas cada indivíduo precisa de sono por dia, pois existem diversas variáveis dos organismos humanos.

Se você é um profissional da área da saúde, crie agora mesmo o seu perfil inteiramente grátis e divulgue seu trabalho.

O que é o MediConic ?

Somos o melhor buscador de profissionais de saúde do Brasil. Aqui você vai encontrar o profissional mais perto de você, veja as opiniões de outros pacientes e opiine também ! Encontre infomrações rapidamente, telefone, endereço, e até o curriculum do profssional.

Dúvidas sobre saúde?

Tem dúvidas sobre saúde? então deixe a suas perguntas que nossa comunidade de Médicos, Dentistas, Pediatras e até veterinários irão responder para você.