Publicidade

Capacidade auditiva é comprometida por uso indevido de fones de ouvido

A perda de capacidade auditiva é comum em pessoas com idade avançada, mas jovens também apresentam esse problema por falta de cuidados básicos.

Mariana Duarte
em 01-Ago-2017

A perda de capacidade auditiva está afetando cada vez mais pessoas, em especial jovens, que na grande maioria dos casos estão com seus fones de ouvido no último volume em praticamente qualquer lugar que estejam. Essa é definitivamente uma das gerações em que mais tem explorado sua capacidade auditiva e o uso excessivo de fone de ouvido, tem transformado essa forma de ouvir música em um hábito nocivo.

Foto: Marcos Santos

A maioria dos smartphones atuais já apresenta o aviso de que volumes altos por longos períodos podem prejudicar a audição, mas a falta de noção sobre a possibilidade desse risco faz com que mais e mais pessoas o ignorem.

Isso, talvez, pudesse não acontecer se soubessem sobre como acontece essa perda de capacidade auditiva e seus danos para a qualidade de vida.

O que é e como acontece a perda de audição?

A perda de capacidade auditiva pode acontecer de mais de uma forma. Essas são algumas:

1. Perda auditiva súbita: a capacidade auditiva é prejudicada de uma hora para outra, sem motivo aparente. As chances de reversão dessa perda variam de acordo com a idade e velocidade de busca por ajuda médica.

2. Perda auditiva condutiva: ocorre um bloqueio entre o ouvido externo e o interno, gerando redução ou perda de transmissão de ruídos. Por exemplo: acúmulo de cera de ouvido. Em geral, é facilmente tratável.

3. Perda auditiva sensorineural: as células receptoras de ruídos morrem e, assim, o indivíduo afetado não consegue mais ouvir. Essa perda é irreversível, mas pode ser amenizada com aparelhos auditivos e/ou cirurgias em alguns casos.

Quando falamos da perda auditiva causada pela longa exposição a ruídos altos, estamos falando do terceiro tipo, e é nele que vamos nos focar agora.

Os malefícios causados pelo uso incorreto de fones de ouvido

Usar os fones de ouvido com o volume máximo pode “não dar nada” agora, mas assim como a maioria das outras doenças e complicações, a perda de capacidade auditiva se desenvolve com o tempo, trazendo malefícios para quem não sabe a hora de parar:

  • Uso de aparelhos de surdez: estudos indicam que os atuais hábitos de jovens os levarão a utilizar os aparelhos de surdez antes mesmo dos 50 anos de idade. Dados obtidos em conjunto com a população mostraram que a faixa etária mais comum para o início do uso é de 60 a 70 anos;

  • Zumbido: ouvir músicas no fone de ouvido (em qualquer volume) aumenta a chance de ter zumbidos nos ouvidos em médio prazo. Se esse volume for muito alto ou em potência máxima, as chances aumentam em mais de 60%;
  • Redução da captação de agudos: quando uma pessoa sofre com a superexposição a ruídos, sua capacidade de captar e identificar sons agudos fica especialmente prejudicada, o que é um ponto negativo para músicos, por exemplo;
  • Problemas sociais: com o desenvolvimento da perda da capacidade auditiva, é comum que muitas pessoas passem a ter problemas sociais, pois não conseguem entender o que o seu interlocutor fala e, em casos mais severos, de surdez total, pode ocorrer isolamento social por medo, vergonha ou frustração;
  • Depressão: o isolamento social pode evoluir para quadros de depressão e, aí, vira uma bola de neve: a pessoa se isola por causa do problema auditivo, passa a ter depressão e, então, mesmo que recupere parte de sua audição não se interessará por interações sociais. Parece complicado, não é?

Embora seja difícil para a gente imaginar como é viver sem esse sentido tão importante, tente visualizar como seria sua vida sem ele e mude seus hábitos. A boa notícia é que os prejuízos precoces à capacidade auditiva são perfeitamente evitáveis se você seguir algumas medidas simples.

Como evitar a perda de capacidade auditiva com 8 medidas simples

1. Controle o tempo de uso de fones de ouvido.

Viagens longas costumam ser acompanhadas de música no fone de ouvido e essa é uma prática muito benéfica e demonstra respeito pelo próximo, mas o tempo de exposição e volume devem ser controlados para evitar danos à audição.

2. Não utilize fones de ouvido no volume máximo.

Embora muitos utilizem o fone de ouvido justamente para abafar o som externo, essa prática não é recomendada porque facilita a perda da capacidade auditiva. Duas formas de analisar se o som está muito alto:

a. A pessoa ao seu lado consegue ouvir o som que sai dos seus fones?

b. Os ruídos externos estão completamente abafados pelo som?

Se você respondeu “sim” a pelo menos uma dessas perguntas, reduza o volume.

3. Não permaneça perto ou dentro de locais com ruídos altos por muito tempo.

Shows e festas são locais que sempre têm música alta e você não está errado em querer se divertir e curtir o momento. No entanto, pergunte-se se você realmente precisa ficar ao lado da caixa de som a noite inteira;

4. Utilize protetores auriculares quando necessário.

Em trabalhos que sujeitam os indivíduos à superexposição de ruídos os protetores auriculares são um item básico e obrigatório de segurança – mas tem gente que não usa. Da mesma forma, pessoas que trabalham com eventos ou que participam muito deles devem procurar utilizá-los sempre que possível.

5. Realize exames de rotina.

Não espere demonstrar sinais de perda de capacidade auditiva. Mantenha seus check-ups em dia e evite surpresas desagradáveis. 

6. Opte por fones de ouvido externos.


Os fones de ouvido intra-auriculares (os mais comuns, que acompanham smartphones) são os modelos mais prejudiciais, em especial por quem os utiliza por muito tempo. Nesses casos, prefira aqueles modelos maiores, que são externos, já que eles mantém o som mais afastado do conduto auditivo.

7. Seja higiênico.

Higienize seus fones de ouvido com frequência e não os deixe jogado pelo chão e dentro de bolsas por longos períodos. Essas práticas causam o acúmulo de bactérias que podem infiltrar-se nos ouvidos e causar infecções que, se não tratadas, podem deixar surdo.

8. Dê um descanso.

Vai passar oito horas dentro de um carro? Ouça música por uma hora e descanse por 10 minutos.

Foi a um evento com muito ruído ontem? Tente ficar longe de sons altos hoje. Assim como todo o nosso corpo, nossos canais auditivos também precisam de descanso.

Se você é um profissional da área da saúde, crie agora mesmo o seu perfil inteiramente grátis e divulgue seu trabalho.

O que é o MediConic ?

Somos o melhor buscador de profissionais de saúde do Brasil. Aqui você vai encontrar o profissional mais perto de você, veja as opiniões de outros pacientes e opiine também ! Encontre infomrações rapidamente, telefone, endereço, e até o curriculum do profssional.

Dúvidas sobre saúde?

Tem dúvidas sobre saúde? então deixe a suas perguntas que nossa comunidade de Médicos, Dentistas, Pediatras e até veterinários irão responder para você.